Sua marca precisa de um branding tão relevante como o Natal

O Natal é o case de branding mais eficiente da face da terra. Já parou para pensar nisso? Ele mexe com todos os sentidos e também com as emoções… Atinge os públicos mais variados, com um propósito único: promover a união das pessoas. O Natal mobiliza e engaja o mundo todo.

As coisas tem “cara de Natal”, mesmo sem existir um desenho de marca fixo. O Natal é uma marca sem logotipo, o nome já basta. E em qualquer idioma. Qualquer criancinha pequena sabe distinguir uma decoração comum de uma decoração de Natal. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Natal tem paleta de cores (vermelho, verde, dourado), ícones (guiso, sinos, laços, estrelinhas), mascotes (duendes, renas, Papai Noel)… Tem branding sensorial: você ouve uma música e já sabe: “Natal”. Olha um pinheiro e lembra: “árvore de Natal”. Presunto tender? Natal. Panetone, rabanada? Totalmente Natal. Como pode certas comidas terem “gosto de Natal”??? E “cheiro de Natal”? Também tem. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

O Natal emociona. Existe um “clima natalino”. Quem não se lembra dos Natais de quando criança? Quem não tem uma história de Natal alegre, engraçada, inusitada ou mesmo triste para contar? As pessoas gostam de conversar sobre o Natal. “Onde vai passar o Natal?” “Já comprou os presentes de Natal?” “E a família, vem pro Natal?”
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
O Natal é comemorado de maneiras diferentes em diversos países do mundo, mas não importa onde, ele sempre tem “cara de Natal”.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Fala sério, tem branding mais perfeito que esse??? Deixa a Apple no chinelo… rs, rs…
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Desejo a todos um fantástico Natal, e um branding super bem sucedido em 2020!

O que significa a palavra “Branding”?

Branding é um termo técnico que não tem tradução em português. Como a palavra Marketing, que também é utilizada em seu idioma original.

Ok, mas o que significa??? Brand é a palavra em inglês para Marca. Branding é o trabalho que é feito para a criação de uma marca. Poderia quase ser traduzido como emoção de uma marca. É todo o conceito que é formado em torno de uma marca, para que o público tenha uma percepção positiva em relação a ela. Envolve a história que essa marca conta, os seus valores, os princípios que ela defende – e a forma como tudo isso é passado para o público.

O resultado do Branding não é o que uma marca diz que ela é, é o que o público atesta que ela é, como ele se identifica com ela e, consequentemente, deseja. É o público olhar para um símbolo e dizer “eu quero isso”, “eu escolho este”, “é mais caro, mas eu vou levar”. Entre diversas opções no mercado. O Branding transmite confiança e segurança. É você olhar para algo e sentir empatia. É ouvir um som, sentir um aroma e lembrar de uma marca. Pensa nos primeiros acordes do hino do Brasil. Mudou sua emoção, não é mesmo? Isso é Branding.