Veja as imagens abaixo. O mesmo site, apresentado de duas formas diferentes. Compare as duas.

Na primeira imagem, um site com a forma convencional e mais antiga de venda. Provavelmente igual ao que você vê na internet todos os dias. Mostra o produto e faz uma oferta de cara. Na segunda imagem, um site com a forma mais atual de comunicação. A que conta a história do produto. A que se relaciona com o público antes de fazer uma oferta. A forma que diferencia o produto, que mostra porque é mais legal comprar aquele do que qualquer outro. Isso é BRANDING.

O que você sente ao abrir um site de ser logo “atacado” por um botão de compra? E o que sente ao abrir um site e acontecer uma “conversa”, uma apresentação da empresa ou do produto, mostrando como foram criados, há quanto tempo estão no mercado, e porque existem.

Primeiro a pessoa te conhece, depois gosta de você, depois confia, depois compra. É assim que você sai do modo “genérico” e passa para o modo “escolhido”. E os escolhidos costumam vender mais de uma vez para a mesma pessoa. Mesmo que custem mais caro.

Se você vende qualquer produto ou serviço, pense primeiro no seu Branding. Pense no que o cliente sente ao entrar em contato com a sua marca.