“VOCÊ ME ADORA, MAS EU NÃO ME MISTURO.” Se uma marca não ouve nem interage com seus súditos, oooops… com seu público, aos poucos ela vai sendo trocada por outra mais “parceira”.

Antigamente, as marcas eram muito soberanas. Inacessíveis. A comunicação era unilateral: da marca para o público. Só que ao longo dos tempos muitas e muitas marcas foram surgindo e essa prática foi mudando. Porque o povo passou a ter muitas opções.

Hoje, marcas precisam se conectar com as pessoas. Sair do básico, do que todo mundo faz. Precisam surpreender. Entender o que o público deseja e precisa, responder, apresentar suas ideias, debater, “chegar junto”. As pessoas escolhem as marcas que as fazem sentir especiais.

Já vi muito pedestal desabar com um empurrão…

Cuide bem do seu Branding.

• • • • • • • • • • •
Marcia Fialho é Mentora de Conceito de Marcas. Formou-se em Design na PUC-Rio em 1984 e ajuda pequenos negócios a prosperar através do Branding.

Conheça seu curso 100% online Construa Sua Marca Forte – Branding para Empreendedores.